Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

Eu! Tu! A dançar!

 

Os Los Campesinos! são uma banda de happy pop que há uns tempos atrás foram alvo de um grande hype, mas à qual nunca tinha dado atenção. Conotados como uma das revelações do ano, e depois do EP Sticking Fingers Into Sockets, era grande a expectativa para o longa duração Hold On Now, Youngster...

Do princípio ao fim, o álbum deixa-nos com uma sensação de boa disposição. Se juntarmos o tempo de calor que se faz sentir, é a receita perfeita para nos acompanhar em viagem, no carro, no comboio, onde for.

A meu ver teria sido uma boa aposta para qualquer dos nossos festivais de verão. Pena as promotoras não acharem o mesmo.

tags:

publicado por André às 22:49
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Julho de 2008

Dicas da Semana #29

The Pogues - The Best of The Pogues (1991)

 

Banda irlandesa que anda sempre de mãos dadas com o folk, conta já com mais de 25 anos de existência. Este best of traz-nos o que de melhor fizeram,  sem deixar de fora, obviamente, a música que se ouve vezes sem conta na época natalícia: Fairytale Of New York

 

Artistas Semelhantes: The Dubliners, The Mahones

 

 

Rear Window - Janela Indiscreta (1954)

 

De: Alfred Hitchcock

Com: James Stewart, Grace Kelly, Wendell Corey

 

Todo o filme se passa dentro de um apartamento, de onde Jeff (James Stewart) vê todos os seus vizinhos, e de onde resolve um crime.

Tenho que destacar a presença de Grace Kelly, que dá um brilho incrível a este filme.

E, já agora, os filmes do senhor Hitchcock andam pelas FNACs deste país, a preços inacreditáveis. Aproveitem.


publicado por Ângela às 19:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 26 de Julho de 2008

All hail the Queen


publicado por Ângela às 21:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Afinal até gosto

 

Aplaudo de pé o mais recente trabalho da fadista Mariza. Terra é um álbum tão bom que consegue conquistar até quem achava que não gostava de fado, como eu.

tags:

publicado por Ângela às 17:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

O verdadeiro talento

Que o senhor Hitchcock tinha muitos talentos, já eu sabia. Mas depois de ter visto Psico, Janela Indiscreta e Os Pássaros descobri, finalmente, o verdadeiro talento do senhor: a escolha da actriz principal recaía sempre numa bastante atraente. Se não, atentemos na foto que se segue, da menina Grace Kelly.

 

tags:

publicado por Ângela às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Continuação

 

Analisar um álbum de uma das nossas bandas preferidas é sempre complicado. Sem correr o risco de ser parcial, gosto muito de The Stand-Ins, sequela do excelente The Stage Names, do ano passado.

Mantendo a essência e a coerência em relação ao trabalho anterior, a banda soube arriscar em alguns momentos adicionando arranjos mais trabalhados, de uma maior grandeza. Quanto a mim, este pode ser o momento do reconhecimento dos Okkervil River como uma das melhores e mais seguras bandas do universo independente actual.

tags:

publicado por André às 01:45
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Pandamania

 

Ultimamente tenho assistido a um fenómeno chamado Canal Panda. Aquele canal que faz as crianças saltar, cantar, e acima de tudo decorar todas as de imagens, sons, e toda e qualquer sequência de programação. Quem tem crianças na família e acesso ao canal sabe bem do que falo.

É certo que, de vez em quando, até é saudável assistir a um episódio do Pocoyo, do Ruca ou do Noddy, só para andar na moda - eu própria, durante a minha infância, não deixava de assistir ao Dragon Ball ou à Navegante da Lua - mas a escolha entre aventuras ao ar livre, (ou as brincadeiras com as Barbies e os Kens) e umas horas em frente à televisão, devia sempre recair sobre a primeira.

Pergunto-me: que irão estas crianças recordar quando, daqui a uns anos, pensarem sobre as suas infâncias?


publicado por Ângela às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 20 de Julho de 2008

Dicas da Semana #28

Silence 4 - Silence Becomes It (1998)

 

Um álbum que quebrou barreiras. Uma banda desconhecida de Leiria, a cantar em inglês, torna-se um fenómeno de vendas e no mesmo ano esgota o Pavilhão Atlântico, num concerto mítico. Estávamos em 1998, e ainda hoje os Silence 4 são a minha banda portuguesa favorita.

 

Artistas semelhantes: David Fonseca, Ornatos Violeta, Clã

 

 

Batman - Batman (1989)

 

De: Tim Burton

Com: Michael Keaton, Jack Nicholson, Kim Basinger

 

Numa altura em que estamos prester a receber The Dark Knight, e em que o furacão mediático do filme já assola os Estados Unidos (receitas estrondosas, primeiro lugar no top do IMDb, etc.), nada melhor que rever a versão que Tim Burton fez em 1989. Jack Nicholson entrou para a história com o seu memorável Joker, que servirá certamente como termo de comparação ao malogrado Ledger.


publicado por André às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Concertos @ Blogfather

 

Leonard Cohen

Passeio Martítimo de Algés

19/07/08

 

 


publicado por Ângela às 15:17
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Sábado, 19 de Julho de 2008

Concertos @ Blogfather

The National

Festival Manta - Guimarães

18/07/08

 

 


publicado por Ângela às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

90

 

Nelson Mandela. 18/07/1918 -

Parabéns.


publicado por André às 13:53
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Álbuns vs. Shuffle

 

Desde há muito tempo que sou uma pessoa de ouvir álbuns inteiros. Para mim um álbum espelha a vontade do músico de como as faixas devem ser ouvidas. É raro ouvir a minha biblioteca musical em shuffle. No máximo selecciono algumas músicas de diversos artistas e crio pequenas playlists.

No entanto vejo-me confrontado algumas vezes com pessoas que preferem o contrário. Estas pessoas não gostam necessariamente apenas de singles, como à partida se poderia pensar. Gostam de não saber o que vem a seguir, do inesperado, dizem elas. Além disso também se consegue ouvir uma muito maior diversidade no mesmo espaço de tempo.

 

Gostaria de lançar aqui um debate: Qual a vossa preferência? São fiéis aos álbuns, ou isso é uma grande chatice, e o shuffle é essencial?

 

 

Obrigado à Helena pela sugestão do tema para debate ;)

tags:

publicado por André às 23:19
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Concertos @ Blogfather

 

Bonnie 'Prince' Billy

O meu Mercedes é Maior que o teu - Porto

11/07/08

 

 


publicado por Ângela às 19:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 13 de Julho de 2008

Dicas da Semana #27

Bob Marley & The Wailers - Exodus (1977)

 

Robert Nesta Marley é uma lenda. Deu a conhecer o reggae ao mundo, um estilo que ainda hoje é extremamente popular, e a maior parte dos grandes hinos continuam a ser seus, apesar de já terem passado vinte e sete anos desde a sua morte.

Exodus foi gravado no auge da sua criatividade e é considerado um dos seus melhores álbuns. Conta com clássicos como Jamming, Turn Your Lights Down Low ou One Love.

 

Artistas semelhantes: Peter Tosh, Burning Spear, Ziggy Marley

 

 

Star Wars - A Guerra das Estrelas (1977)

 

De: George Lucas

Com: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher, Alec Guinness

 

O filme que deu início à grande aventura da guerra das estrelas, quebrou barreiras e convenções, e nos deu trinta anos de entretenimento e grande expectativa para ver como fechava uma das histórias mais míticas de sempre.

Luke Skywalker, Han Solo, Obi-Wan Kenobi, e principalmente Darth Vader, são personagens que ficarão para sempre na memória colectiva.


publicado por André às 23:29
link do post | comentar | favorito

Blogfather @ Optimus Alive!08

 

Acabou mais uma edição do Optimus Alive! Com um cartaz cheio de pesos pesados, o festival de Oeiras tinha à partida todas as condições para se consolidar como um dos maiores festivais nacionais. Apesar de alguns problemas logísticos certamente gerados pela inexpêriencia da equipa, o sucesso foi a nota dominante ao longo de todos os dias. Os meus parabéns à produtora.

O enorme recinto contava com excelentes condições. Meeting Point, zonas para abastecimento gratuito de água, espaços de arte e ciência, zona comercial agradável e o maior palco secundário (Metro On Stage) que já vi. Condições mais que suficientes para acolher três dias de alguma da melhor música que se faz actualmente...

 

Dia 10

 

O dia de maior enchente. Fila demorada para entrar no recinto, filas incríveis em toda a restauração, palcos sempre cheios.

No Metro On Stage os Sons of Albion tentavam animar a plateia que só reagiu quando entraram no palco os Vampire Weekend. Com o público na mão, a banda de Brooklin partiu para um concerto muito alegre e enérgico, bem característico das suas músicas.

 

 

De seguida veio a maior indecisão de todo o festival. Ver The National pela terceira vez em menos de um ano, ou MGMT, detentores de um dos álbuns do ano até agora? Decidi-me pelos últimos. Não me arrependi, apesar de nem sempre terem conseguido transportar a energia e a qualidade do álbum para o palco.

A sequência mais aguardada da noite aproximava-se. Gogol Bordello, The Hives e Rage Against the Machine são sinónimos de grandes concertos, e os três seguidos é garantia de sair do recinto de rastos. As três bandas apoiam-se muito no carisma dos seus vocalistas, que não desiludiram e tornaram a noite inesquecível.

 

Saldo do dia: algumas nódoas negras e muitos arranhões.

 

Dia 11

 

O segundo dia do festival começou com uma péssima notícia. Uma das bandas que mais queria ver, os Nouvelle Vague, tinham ficado retidos em França. Para compensar, mais quarenta minutos de John Butler que, como esperado, deixou todos de boca aberta com as suas capacidades na guitarra. Muito bem acompanhado pelo seu trio, deram um dos melhores concertos da edição deste ano, um excelente aperitivo para  o rei da noite, o senhor Bob Dylan.

 

 

Muita gente mais madura se deslocou a Algés de propósito para ver um dos ídolos da juventude. Dylan ofereceu uma mão cheia de clássicos, muitos deles com roupagens bastante diferentes, mas também uma quase indiferença pelo público. Só falou antes da última música, apresentou os músicos, e foi embora. Para mim a interacção é muito importante, e isso falhou grandemente.

 

Como a idade já não perdoa, e ainda havia mais um dia de festival, dispensei Within Temptation e Buraka Som Sistema e fui para casa descansar.

 

Dia 12

 

O dia da boa onda. Com diversos nomes associados ao surf e ao roots rock como Braddigan, Xavier Rudd, Donavon Frankenreiter e mesmo Ben Harper, a plateia estava repleta de pessoas de aspecto surfista, juntamente com muito pessoal rastafari.

Neil Young era o nome mais esperado, e ao contrário do dia anterior, não se salvaguardou no estatuto de mito e partiu para um concerto com muita garra, a mostrar que continua em forma.

 

 

Destaque para o palco Metro On Stage, onde se presenciaram excelentes concertos. Midnight Juggernauts não se intimidaram com a falha da electricidade, e mesmo dez minutos depois, voltaram com uma recepção apoteótica. Róisín Murphy com o seu carisma inconfundível e a sua camisola colante levou a tenda a abarrotar à loucura. Loucura foi o que também não faltou durante a actuação do The Gossip. A banda que já tinha tido uma excelente prestação no SBSR do ano passado, contou aqui com a plateia em completo êxtase. No final, cerca de 30 pessoas invadiram o palco(!) para cantar e dançar com Beth Ditto o hino Standing In the Way of Control.

 

 

 

No final de três dias de boa música e boa onda, o balanço é claramente positivo.

Nota negativa para os atrasos enormes em quase todos os concertos. Em 2008 isto não deveria acontecer.

 

 

Nota: como os meus dotes para a fotografia são péssimos, e a minha máquina fotográfica é no mínimo amadora, as fotos deste post são um roubo descarado da enorme Rita Carmo/Espanta Espíritos, fotógrafa da Blitz.


publicado por André às 15:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quem manda aqui


ver perfil

. 9 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fresquinho fresquinho

Relações

Para ver em Abril

Preferências

Boas Festas

Música em 2009

2009 no Last.fm

Uma luz

Lista de prendas

The Past is a Grotesque A...

Novos vícios - 6

Sweet Dee has a difficult...

Boas notícias via Twitter

Cartões

Rádio

The Past is a Grotesque A...

Pesquisar

 

Links

O que vi...

tokyo monogatari

O que ouvi...

Feeds